• Tuesday May 17,2022

Direção Administrativa

Explicamos a você qual é a direção administrativa, quais são seus estágios e classificação. Além disso, seus princípios e por que é importante.

A gestão administrativa garante que os objetivos previamente estabelecidos sejam cumpridos.
  1. Qual é o endereço administrativo?

Na administração de empresas, é conhecido como endereço (ou diretamente como endereço administrativo), uma das etapas mais importantes do processo administrativo, nas quais o conhecimento adquirido é aplicado para realizar decisões relevantes. Dito em termos mais simples, a direção administrativa é equivalente ao capitão de um navio.

A direção administrativa é uma tarefa complicada e altamente responsável, que geralmente é realizada por gerentes e outras figuras de liderança e autoridade nas organizações, e que visa garantir que os objetivos previamente estabelecidos sejam cumpridos, o que Significa lidar com eventos imprevistos, corrigir a operação da organização em tempo real e, muitas vezes, tomar decisões estratégicas.

Por esse motivo, a gerência está intimamente relacionada ao controle e feedback dentro do processo administrativo : apenas manipula as informações necessárias e decorrentes da avaliação do No funcionamento de uma organização, podem ser tomadas decisões informadas e sensatas com maior probabilidade de sucesso. É por isso que a condução dos negócios não é muito diferente da conduta política de uma nação, embora ambas as coisas lidem com elementos muito diferentes e tenham princípios diferentes.

Veja também: Gerenciamento em administração.

  1. Etapas da gestão administrativa

Tomar uma decisão implica entender a situação e avaliar as alternativas.

Em termos gerais, podemos descrever as etapas do gerenciamento administrativo em:

  • Tomada de decisão No caso de algum tipo de situação imprevista e desafiadora ou avaliação da organização, é imposta a necessidade de tomada de decisão eficiente, que por sua vez passa por certas etapas:
    • Defina o problema. Ou seja, para entender a situação, os desafios que surgiram e / ou os objetivos que são perseguidos e que nos darão a orientação inicial sobre como lidar com o problema.
    • Avalie as alternativas. Todo problema pode ser abordado de diferentes pontos de vista e pode ser resolvido ou enfrentado de maneiras diferentes, mais agressivas, mais pacientes, mais sagazes, etc. Antes de decidir sobre qualquer uma, todas as opções devem ser revisadas.
    • Tomar uma decisão. Finalmente, devemos optar por alguma opção e aplicá-la especificamente, levando em consideração um panorama de possíveis consequências e algum tipo de previsão antecipada.
  • Integração Essa etapa implica o fornecimento dos elementos e recursos necessários para executar a decisão tomada anteriormente, também por meio de várias estratégias, como:
    • Recrutamento Ampliação ou substituição do capital humano pelo pessoal necessário para realizar o trabalho envolvido na decisão.
    • Treinamento Fornecer à equipe existente ferramentas teóricas, conceituais ou práticas para realizar o trabalho envolvido na decisão.
    • Renovação Aquisição de novos materiais, novos equipamentos, novas ferramentas, etc., para executar a decisão.
  • Motivação O empreendedorismo e a moral da equipe também são essenciais para alcançar os objetivos e materializar o plano decidido, de modo que a gerência deve realizar uma revisão da dinâmica motivacional da organização e empregar novas, reforçar as existentes ou reforçar as contraproducentes.
  • Comunicação Muito relacionada à motivação, a comunicação interna e externa deve sempre estar de acordo com as decisões iniciais que foram tomadas, para que cada segmento da organização seja claro sobre o que se espera dela e que cada cliente saiba O que muda para esperar da organização.
  • Liderança e supervisão. Não apenas as decisões devem ser tomadas e garantir que sejam implementadas corretamente, mas um canal de feedback e controle deve ser mantido aberto, que permita perceber a eficácia das mudanças introduzidas, que identifique complicações, que perceba ameaças e oportunidades derivadas da mudança, em Por fim, forneça à gerência as informações necessárias para poder tomar decisões novamente e manter o circuito funcionando.
  1. Tipos de endereço administrativo

A direção paternalista geralmente se aplica a organizações com funcionários muito jovens.

Existem várias formas, tipos ou estilos de gestão administrativa, que têm a ver diretamente com o tipo de liderança exercida e que devem ser considerados como diretrizes, em vez de categorias definidas e concretas. Falamos de:

  • Endereço autocrítico. Aquilo em que a autoridade impõe suas regras, critérios e decisões sem consultar seus subordinados, de modo que tende a gerar ambientes de trabalho tensos e ditatoriais, nos quais disciplina e insegurança podem andar de mãos dadas.
  • Direção paternalista. É uma flexibilização da direção autocrática, na qual as posições hierárquicas estão envolvidas no trabalho de seus subordinados e até em suas vidas pessoais, mas sempre de uma posição Sem poder e autoridade, como se fossem uma espécie de tutor. Geralmente é aplicado a organizações com funcionários muito jovens ou treinados.
  • Direção Laissez-faire ( deixe fazer ). Um modelo de gestão que intervém muito pouco no desempenho de seus subordinados, permitindo-lhes um alto grau de autonomia e decisão, o que pode torná-los funcionários com alta iniciativa ou pode levar a perplexidade e desordem.
  • Direção democrática. É inspirado nos princípios da igualdade de oportunidades e consulta em massa para tomar decisões, sem sacrificar a estrutura hierárquica da organização. Geralmente é aquele com os melhores resultados em uma organização diversa ou ampla.
  1. Princípios de gestão administrativa

O gerenciamento pode ser exercido em estreita comunicação com os subordinados.

O exercício de gerenciamento é baseado em uma série de princípios fundamentais, que são:

  • Coordenação de interesses. Como uma organização implica um conjunto organizado de seres humanos trabalhando em torno de um objetivo comum, a gerência deve manter o foco nesse último, levando os objetivos individuais ou setoriais a convergir. em um macroprojeto comum.
  • Impessoalidade do comando. As organizações têm estruturas e hierarquias que não devem depender de quem as exercita, mas devem ser impessoais, objetivas, isto é, não dependem de simpatias e considerações, mas da lógica interna. da organização.
  • Supervisão direta e indireta. A administração pode ser exercida, ao mesmo tempo, em estreita comunicação com os subordinados, ou seja, fornecendo a eles as diretrizes e informações necessárias para motivar e produzir; e na comunicação hierárquica, através de uma estrutura hierárquica ou burocrática que permite o uso eficiente da informação e a tomada de decisões oportuna, sem absolutamente tudo alcance a gerência para aprovar.
  • Uso e resolução de conflitos. A direção de qualquer organização enfrentará situações conflitantes que devem ser capazes de resolver, melhor ainda, que devem ser convertidas em situações vantajosas ou lucrativas, através de um gerenciamento de mudanças e variabilidade, em vez de uma adesão excessiva à norma.
  1. Importância da gestão administrativa

O endereço é vital para a operação administrativa adequada . Ela é responsável por executar as diretrizes projetadas nas fases anteriores (planejamento e organização) para obter o melhor desempenho possível da estrutura organizacional.

A boa gestão é fundamental não apenas na previsão e antecipação de negócios, mas também na motivação do capital humano, através de uma comunicação eficiente, condução sensata e um espírito afastado da força e de outros defeitos humanos.

Uma boa conduta administrativa, de fato, inclui o processo administrativo como um todo organizado e hierárquico, e é capaz de realizar as mudanças apropriadas que o fazem durar ou que o aproximam do cumprimento de seus objetivos concretos. Qualquer processo administrativo sem direção é propenso a desordem e desintegração.

  1. Controle de Administração

O controle administrativo avalia o desempenho durante o processo.

Assim como a direção, o controle administrativo é uma função do processo administrativo que consiste na avaliação do desempenho, ou seja, na comparação dos resultados obtidos durante o processo e das expectativas que disso eles tinham. Isso implica a medição (e o desenho ou a seleção de estratégias de medição) das variáveis, a coleta de informações relevantes, pesquisas internas e externas, entre outras metodologias semelhantes.

Siga em: Controle na administração.


Artigos Interessantes

Vintage

Vintage

Explicamos a você o que é vintage, a popularidade desses objetos hoje e alguns exemplos dessas antiguidades. Objetos antigos podem ser muito caros em uma loja de antiguidades. O que é vintage? A safra refere-se a todos os objetos que já têm uma certa quantidade de anos , mas não o suficiente para serem catalogados como antiguidades. Gera

Etnografia

Etnografia

Explicamos o que é etnografia, qual é a sua história e os objetivos desse método de estudo. Vantagens, limitações e classificação. A etnografia é aplicada ao estudo de qualquer forma de grupo social. O que é etnografia? Entende-se poretnografa, também conhecido para como a ciência dos povos, os estudiode sistemática forma como as pessoas e as culturas, especialmente através da observação de suas práticas culturais e sociais. Mais do que uma

Pulse

Pulse

Explicamos a você o que é o pulso cardíaco, um dos sinais vitais mais importantes. Como e onde é medido? Valores normais de pulsação. Dependendo das faixas etárias, diferentes parâmetros esperados são observados. Qual é o pulso? O pulso é um movimento arterial gerado pelos batimentos cardíacos do cartão e serve como uma medida do mesmo. Eles são os

Demografia

Demografia

Explicamos o que é demografia, como é classificada, sua importância e outras características. Além disso, quais são os dados demográficos. A demografia analisa vários aspectos das populações humanas. O que é demografia? Demografia é a ciência que estuda estatisticamente as populações humanas , ou seja, com base em dados e cálculos numéricos que permitem analisar vários aspectos, como tamanho, densidade, a distribuição e as taxas de vitalidade de uma população. As estatísticas util

Paciência

Paciência

Explicamos a você o que é paciência e por que é considerada um valor. Além disso, algumas frases sobre essa capacidade humana. A paciência pode suportar situações irritantes, irritantes ou adversas. O que é paciência? É conhecido como `` paciência '' a capacidade humana de suportar ou tolerar situações irritantes, irritantes ou adversas, a fim de alcançar um objetivo desejado ou fazê-lo da maneira desejada. Dessa maneira,

Cobre

Cobre

Explicamos o que é cobre e quais são as propriedades desse elemento. Além disso, seus vários usos e aplicações. O cobre é um metal de transição, brilhante e de cor avermelhada. O que é cobre? O elemento químico metálico representado pelo símbolo Cu é chamado de `` cobre '' (já que seu nome vem do latim cuprum , por sua vez do grego kypros ) e do número atômico 29, que junto com ouro e prata compõem a chamada família de cobre da Tabela Periódica dos Elementos. O cobre é um metal