• Monday February 24,2020

Histologia

Explicamos o que é histologia e os tópicos que esta disciplina estuda. Além disso, histologia vegetal, animal e importância.

A histologia também é chamada de anatomia microscópica ou microscópica ou anatomia microscópica.
  1. O que é histologia?

A histologia é uma disciplina que faz parte da biologia e examina os tecidos dos organismos através de um microscópio para conhecer sua estrutura e funções. Também é chamada de anatomia microscópica ou anatomia microscópica ou anatomia microscópica. A palavra histologia vem do grego, histo, que significa `` tecer '' e logotipos, que significa `` conhecimento ''.

Marcello Malpighi, anatomista e biólogo italiano, é considerado o fundador da histologia por ter sido o primeiro a examinar células vivas através de um microscópio no início do século XVII. Malpighi foi quem descobriu a existência de pequenas unidades dentro dos tecidos, chamadas células.

Veja também: Organismos Multicelulares.

  1. O que a histologia estuda?

A histopatologia serve para aprender mais sobre as possíveis causas de uma doença.

A histologia estuda a estrutura microscópica dos tecidos, ou seja, aglomerados complexos de células organizadas para desempenhar uma determinada função. O ser humano, por exemplo, se origina da fusão de duas células: um óvulo e um esperma. As duas células, por sua vez, se dividem repetidamente para formar novas células que compõem os diferentes tecidos, órgãos e sistemas do corpo humano. Os exames histológicos permitem saber como os vários componentes do organismo estão organizados, inter-relacionados e funcionando.

Os exames histológicos fornecem contribuições importantes para:

  • Histopatologia É a parte da histologia que examina as amostras de tecido coletadas de um organismo doente para aprender mais sobre as possíveis causas da doença e fornecer um diagnóstico mais preciso.
  • Investigações forenses e autópsias. A análise de tecidos biológicos, por meio de técnicas especiais, pode esclarecer as causas de mortes inesperadas e fornecer evidências científicas disponíveis para a justiça.
  • Arqueologia Examinando as células e os tecidos biológicos encontrados nos restos recuperados das sociedades antigas, é possível obter informações sobre sua história.
  • A educação. As técnicas básicas de histologia são ensinadas em oficinas de laboratório para apresentar aos alunos o conceito de microestruturas dos diferentes organismos.

A partir da biologia geral, é reconhecida a existência de dois grupos de organismos: plantas vasculares (do reino vegetale) e animais (do reino animal). A partir dessa distinção, a histologia é subdividida em histologia de plantas e animais para categorizar os diferentes tecidos.

  1. Histologia de plantas

Os tecidos adultos são compostos por células maiores que o embrionário.

Histologia vegetal é o estudo específico de tecidos vegetais classificados em dois tipos:

  • Tecidos meristemáticos ou embrionários. Eles consistem em pequenas células que têm uma grande capacidade de se multiplicar.
  • Tecidos adultos. São aqueles permanentes ou de duração na planta e são compostos por células maiores que as embrionárias. Estes, por sua vez, podem ser:
    • Tecidos parenquimatosos. Eles consistem em células que são responsáveis ​​pela nutrição e acúmulo de reservas.
    • Tecidos de proteção de superfície. Eles consistem em células que cobrem a planta e a isolam do ambiente externo.
    • Tecidos de apoio ou colquênquimas. Eles são compostos de células de paredes espessas e alongadas que dão rigidez à planta.
    • Tecidos condutivos ou vasculares. Eles são formados por células cilíndricas que se juntam e formam tubos ou dutos, onde circulam os nutrientes.
    • Tecidos secretores e excretores. Eles são formados por células que secretam substâncias da planta, como a resina dos pinheiros.
  1. Histologia animal

Os tecidos conjuntivos contêm um material viscoso que separa as células umas das outras.

A histologia animal estuda os tecidos orgânicos de animais que, diferentemente do reino vegetal, possuem células que formam organismos muito diversos em termos de forma e função. Os tecidos animais são classificados em quatro tipos:

  • Tecidos epiteliais. Eles constituem várias camadas de células unidas que formam uma membrana celular que cobre todas as superfícies do organismo (como epiderme, trato digestivo e respiratório) e cavidades internas (como artérias, veias e capilares).
  • Tecidos conjuntivos ou conjuntivos. Eles contêm células de uma maneira variada, juntamente com um material viscoso que as separa, chamado "substância intercelular", que permite unir os outros tecidos para fornecer suporte e integração, por exemplo, ao tecido adiposo, cartilaginoso, osso e sangue .
  • Tecidos musculares. Eles são formados por células alongadas chamadas "fibras musculares", que contêm miofibrilas capazes de contrair e dar elasticidade aos músculos. De acordo com a forma e o tipo de contração, os músculos são classificados como esqueléticos, cardíacos e lisos.
  • Tecidos nervosos. Eles são compostos de células chamadas "neurônios" que estabelecem um sistema de conexão complexo e têm a capacidade de se regenerar extremamente lentamente. Eles funcionam como receptores de estímulo (neurônios sensoriais) para aqueles que respondem com impulsos nervosos (neurônios motores) que se propagam sucessivamente para outros neurônios (neurônios de associação).
  1. Importância da histologia

O estudo da histologia permite conhecer a estrutura e função dos órgãos através do exame microscópico das células que os compõem. Os resultados dos estudos histológicos são fundamentais para a medicina e a biologia, tanto para conhecer as propriedades do corpo em condições normais quanto para examinar a presença de patologias, sua evolução e seu possível diagnóstico.


Artigos Interessantes

Neutron

Neutron

Explicamos o que é um nêutron, como foi descoberto, sua função e propriedades. Além disso, o que é e para que a física nuclear é usada. O nêutron é uma partícula subatêmica que dá estabilidade ao átomo. O que é um nêutron? Um nêutron é um tipo de partícula subatêmica , ou seja, das partículas que compõem os átomos da matéria, presentes no núcleo de alguns átomos e equipado com uma carga elétrica neutra (0). Todos os átomos do univer

Polímeros

Polímeros

Explicamos o que são polímeros, sua classificação, propriedades e características. Além disso, polímeros naturais e sintéticos. O que é um polímero? Os polímeros são macromoléculas formadas por monômeros. Na química, os polímeros são um tipo de macromoléculas que consiste em cadeias de unidades mais simples , chamadas monômeros, ligadas entre si por ligações covalentes (forças de Van der Waals, ligações de hidrogênio ou interações hidrofóbicas). Seu nome, de fato, vem das

Percepção

Percepção

Explicamos a você o que é percepção e os componentes que a psicologia analisa. Além disso, quais são os estágios da percepção. Dizem que a percepção é de natureza subjetiva. O que é percepção? A percepção é o mecanismo individual que os seres humanos executam que consiste em receber, interpretar e entender os sinais que vêm de fora , codificando-os com base na atividade sensorial. É uma série de da

Serviço Público

Serviço Público

Explicamos a você o que é um serviço público e os tipos que existem. Além disso, exemplos desses serviços e sua importância para a sociedade. Os serviços públicos são prestados pelo Estado. O que é um serviço público? Os serviços públicos são o conjunto de bens e atividades, geralmente de um tipo essencial essencial, que através de administração direta, subsídios ou outros mecanismos regulatórios, um Estado garante sua população, a fim de proporcionar um melhor padrão de vida e proteger a igualdade de oportunidades entre seus cidadãos. Os serviços públicos sã

Fermentação

Fermentação

Explicamos o que é fermentação, quais são os tipos de fermentação que podem ser usados ​​e os diferentes usos que ela possui. O processo de fermentação foi descoberto pelo químico francês Louis Pasteur. O que é fermentação? Um processo de oxidação incompleto é chamado fermentação , que não requer oxigênio para ocorrer e, como resultado, produz uma substância orgânica. É um processo do tipo ca

Lei da Gravitação Universal

Lei da Gravitação Universal

Explicamos a você o que é a Lei da Gravitação Universal, como é sua fórmula e sua declaração. Além disso, exemplos do uso de sua fórmula. A Lei da Gravitação Universal descreve a interação gravitacional dos corpos. Qual é a lei da gravitação universal? A Lei da Gravitação Universal é uma das leis físicas formuladas por Isaac Newton em seu livro Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de 1687. Descreve a interaçã