• Saturday July 31,2021

Individualismo

Explicamos o que é o individualismo e quais são os diferentes significados que ele tem. Além disso, suas diferenças com o coletivismo.

O individualismo busca a libertação total do indivíduo.
  1. O que é individualismo?

O individualismo é uma tendência política, moral e filosófica, cujos valores supremos são a autonomia e a auto-suficiência do indivíduo na sociedade, enfatizando sua `` dignidade moral '' diante de qualquer tentativa de intervenção `` Estado do Estado ou qualquer outra instituição em suas decisões e opções pessoais.

O individualismo busca a libertação total do indivíduo, e é por isso que ele o coloca no centro de seus interesses, uma vez que os direitos humanos e as liberdades individuais são seus principais bastiões. Muitos movimentos políticos e sociais bebem do fluxo do individualismo (como liberalismo, existencialismo e anarquismo individualista), em oposição às doutrinas influenciadas pelo coletivismo (comunismo, socialismo, anarco-sindicalismo, etc.).

Essa corrente vem da salvação individual levantada pela religião cristã durante a Idade Média, mas foi drasticamente modificada pela ideologia predominante durante a Revolução Industrial, e assim aconteceu. ser um componente da maneira de ver o mundo proposto pelo capitalismo.

Outros significados

O individualismo também é entendido como a tendência nos campos artístico e boêmio de contrariar tradições estabelecidas e apostar na auto-criação e experimentação pessoal, distanciando-se das opiniões populares. ou da massa.

E na linguagem cotidiana ou popular, pode ser usada como sinônimo de egocentrismo, narcisismo, egoísmo ou esse tipo de comportamento em que o desejo individual sobre o bem-estar da massa é privado.

Veja também: Globalização.

  1. Individualismo e coletivismo

Individualismo e coletivismo são doutrinas opostas . Enquanto o primeiro defende as liberdades individuais e a livre existência como o objetivo a ser alcançado, o segundo defende a responsabilidade social, a conscientização da comunidade e o precedente das necessidades da comunidade aos desejos do indivíduo.

Doutrinas filosóficas como livre-pensamento, egoísmo ético (ou egoísmo moral) ou objetivismo são o produto da junção do individualismo e do capitalismo (no que foi chamado de individualismo econômico) e, em certa medida, herdeiros do liberalismo burguês do Era moderna.

A partir do coletivismo, essas doutrinas são consideradas o produto de uma sociedade que não é altruísta, focada no egoísmo e nos benefícios individuais, em vez do bem-estar comum.

  1. Individualismo na sociedade atual

A sociedade contemporânea é frequentemente debatida entre coletivismo e individualismo como suas duas tendências opostas e possíveis . Durante o final do século XX e o início do vigésimo primeiro, houve uma acentuada tendência ao individualismo em termos globais, após a queda dos grandes projetos coletivistas do bloco comunista oriental, a reunificação alemã e a abertura da China aos mercados globais. Isso levou o individualismo a ser o sistema predominante em política e economia do mundo contemporâneo.

No entanto, projetos coletivistas tendem a reaparecer, como aconteceu na América Latina na década marcada por governos progressistas e populistas como Hugo Chávez (Venezuela), Cristina Fernández de Kirchner (Argentina), Luis Ignacio Lula da Silva (Brasil), Evo Morales (Bolívia) e Rafael Correa (Equador). Para alguns, no entanto, o saldo não é muito favorável (especialmente no caso venezuelano) e isso levou a um novo retorno ao individualismo capitalista na região.

Artigos Interessantes

Existencialismo

Existencialismo

Explicamos a você o que é existencialismo e quais são suas principais características. Além disso, a origem dessa famosa corrente filosófica. O maior expoente do existencialismo foi Jean Paul Sartre. O que é existencialismo? O existencialismo é uma das principais correntes filosóficas que marcaram o século passado . Com vali

Estado

Estado

Explicamos a você o que é o Estado e as capacidades que ele deve ter. Além disso, seus elementos e as diferenças que possui com um governo. O Estado é toda a população de um país. O que é o Estado? Entende-se como um `` Estado '' (geralmente com letras maiúsculas) `` a organização humana '' que cobre toda a população de um país , estruturada socialmente, pol. Ética e econo

Masoquista

Masoquista

Explicamos a você o que é um masoquista e em que consiste essa prática. Além disso, como o masoquismo na cultura é considerado. Um masoquista encontra prazer na dor física ou emocional. O que é um masoquista? É chamado de `` masoquista '' que pratica masoquismo, ou seja, a prática de violar a si próprio à vontade ou à dor (física ou emocional) por sua própria mão ou por mano de otros, obtendo prazer ou gozo de algum tipo, especialmente de natureza sexual. Pode ser usad

Poluição do Ar

Poluição do Ar

Explicamos a você o que é a poluição do ar e por que ela ocorre. Consequências negativas e possíveis soluções. A atividade industrial produz subprodutos de gases que, sem uso, são liberados na atmosfera. O que é poluição do ar? A poluição do ar refere-se à presença, nas diferentes camadas de ar que compõem a atmosfera da Terra, de substâncias e formas de energia fora de sua constituição natural e que Eles podem representar uma fonte de riscos, danos e inconvenientes para a vida como a conhecemos. Assim como a água

Vintage

Vintage

Explicamos a você o que é vintage, a popularidade desses objetos hoje e alguns exemplos dessas antiguidades. Objetos antigos podem ser muito caros em uma loja de antiguidades. O que é vintage? A safra refere-se a todos os objetos que já têm uma certa quantidade de anos , mas não o suficiente para serem catalogados como antiguidades. Gera

Recursos Literários

Recursos Literários

Explicamos o que são recursos literários, os tipos de recursos literários existentes e algumas de suas características. Recursos literários são os usos especiais dados ao idioma. O que são recursos literários? É chamado de `` recursos literários '' ou `` também '' figuras retóricas `` voltas '' e estratégias especiais - que os autores da literatura - imprimem sobre a linguagem em suas obras, com o objetivo de dotá-las de um poder expressivo maior ou de uma beleza maior, são, portanto, usos especiais, além do comum, da linguagem . Com isso, não